segunda-feira, 13 de setembro de 2010

50

Antes do bolo

A nossa Belita fez aninhos, por isso juntámo-nos em sua casa para assinalar tão importante acontecimento! Como podem ver foi uma tarde muito bem passada.

Reinou a boa disposição. Afinal, é bom chegar aos cinquenta! Bons amigos que valem por cinquenta, cinquenta sorrisos, cinquenta gargalhadas, cinquenta beijos, cinquenta abraços, cinquenta velas, cinquenta mensagens, a ternura dos cinquenta, a sabedoria dos cinquenta, a rebeldia dos cinquenta...
A vida começa aos quarenta, disse Pelé! Ora bem, então ter cinquenta é ser menino ou menina ainda! Belita, só fizeste dez anitos!
A minha avó tinha um sentido de humor bem apurado e inigualável e quando fez oitenta anos, a minha filha, pequenina ainda, perguntou-lhe:
- Avó, tu és jovem ou velha?
A minha avó abriu um sorriso quente como o sol, pegou na bisneta ao colo, e disse:
- Faz muito, muito tempo que sou jovem!
É isso! Uns... faz mais tempo que são jovens, outros... menos!

- Isabel, não penses tanto! Ana Paula, não vale a pena deitares as mãos à cabeça! A Célia e a Isabel é que a sabem toda! Célia, o que quer dizer essa perninha no ar?

- Deixa-me cheirar primeiro!
- Ah, não... eu como logo!

- Olha-me para estas, tão grandes e só agora é que começaram a gatinhar! Estão bem mais atrasadas do que eu!

- Papá, e se eu lhes propusesse uma corridinha?!

- Isto está mesmo bom! Vá lá, Helita, decide-te! Já cheiraste, agora come!

- Hum! Que sabor! Está divinal!
- Pois é, Gabi, por isso olhas para o céu!

- Vai um copito?
- Só a Ana é que me acompanha?

- Desconfio que há qualquer coisa no ar... ou será no chão? Ou será no copo da Helita?
- Pois, tu ris, porque ainda não fizeste 10! Mas vais lá chegar, lá isso vais!

- Já estou satisfeita!
- Estou a ficar com um friozinho!
- Então, não aqueceste com o copito?

- Não acredito, viemos para aqui e agora apanhas-nos com a mão nos bolos, no pudim, no arroz-doce...

- Não se aponta que é feio! Mas que se passa? Aquela ali também a apontar e eu não chego lá! Não lhe posso agarrar também o dedo! Criança sofre a tentar educar os mais velhos!

- Parem com a risota, estou quase a "gumitar" de tanto rir!

Uma pausa para o kit kat!


- Tenho de escrever uma dedicatória? Vou pedir ajuda ao meu filhote, pode ser?

- Não sei se leia, não sei se escreva, não sei se coma...

- Continuo com um friozito!
- Ó pá, e se vestisses logo um casaquinho!

- Mea culpa, mea culpa!

- Eu?
- Caramba, outra com o dedo em riste!

Depois há mais!
Próximo episódio: O Bolo.
Não percam!

2 comentários:

RuiCorreia disse...

Não pude ir por ter de estar na Figueira da Foz nesse dia. Fica a inveja. Parabéns minha querida Isabel.

Mona Lisa disse...

Olá Mena

Já passei os 60 e sinto-me joveeeeeem!

O espírito é que conta!

Os meus parabéns à Isabel e um beijo para ti.