sábado, 23 de fevereiro de 2008

Paz em todo o Mundo


Gargantilha e brincos com pérolas de vários tamanhos, cristais castanhos e fio de prata.



Pregadeira com pérolas de vários tamanhos, cristais e muranos castanhos e fio de prata.

Um Sábado diferente

Hoje, fui ao almoço do 8.º aniversário do Lions Clube das Caldas da Rainha, que teve lugar no restaurante A Lareira, porque o Rafael, a Ana Margarida, o Pedro Lino e a Joana Antunes receberam prémios por terem participado no concurso sobre a paz. Aqui há tempo, tinha-vos revelado dois dos poemas vencedores, o do Rafael e o da Ana Margarida, lembram-se?

Não sabia o que vestir para a ocasião, a decisão foi difícil: calças ou saia? Preto, azul ou castanho?

Decidi-me por uma saia castanha em pele, uma camisola castanha escura e um bolero arrendado cor de pérola (feito pela minha mãe), umas botas, casaco e mala em vários tons de castanho e mel (parecem coçados). Os acessórios? Pois é, faltam os brincos e uma pregadeira para colocar no bolero! Procurei, procurei… Nada me agradava… Tudo já muito visto (por mim, claro!). Bem… Fui ver as horas… Ainda tinha tempo de fazer qualquer coisa! Peguei numa taça e comecei a escolher: pérolas de vários tamanhos, cristais castanhos, contas em murano em tons de castanho, fio de prata… Comecei pela pregadeira, depois… olhei o relógio… muito em cima da hora… e ainda tinha de maquilhar-me, não muito, porque prefiro parecer o mais natural possível. Optei por acabar de me arranjar e depois se houvesse tempo, faria os brincos. Consegui… os brincos, só faltavam os brincos… ideias, precisava de ideias… porque brincos, tenho muitos, mas queria algo diferente. Uma pérola grande, uma mais pequena, uma minúscula… Por fim, estavam prontos, coloquei-os. Bonito efeito! Tocaram à campainha. Era chegada a hora de partir, a Lélia chegou e lá fomos as duas para o almoço.

Foz do Arelho ao entardecer: o sol a pôr-se, a lagoa e o mar... não há melhor combinação. Assim terminou o meu sábado. Depois de um almoço algo demorado, uma voltinha pela Foz para respirar a paz e a serenidade que a paisagem transmite.




Bem, só falta dar-vos a conhecer os outros dois poemas premiados.

Paz no Mundo

"Paz"
Provavelmente a palavra mais enigmática do mundo.
Paz é sentir o vento.
Paz é poder sentir o que é imperceptível,
Pois este mundo está sempre em conflito
E o conflito proíbe-nos de sentir e de perceber as coisas simples.
Paz é amor, ternura...
Paz é o que os olhos não podem ver.
Não existe, mas está sempre presente em qualquer coisa.
Paz é um hiperónimo, pois quase todas as palavras
Cabem dentro destas três simples letras:
P - pacífico...
A - adorável...
Z - zeloso...
Paz é sinceridade, é o oposto de guerra.
É o que quando encontramos ficamos alegres.
Para muitas pessoas é esperança.
Mas a paz é diferente para cada ser,
É como se a paz fosse uma estrela que está sempre presente,
E que brilha para cada um de nós de maneira diferente.
A paz no mundo depende de todos nós encontrarmos uma estrela comum
Que nos põe exactamente iguais aos outros
(não somos mais, não somos menos, somos iguais de maneiras diferentes).
Pois, como disse, a paz revela-se diferente em cada um de nós.
Com a paz, o mundo torna-se um só
Em que o essencial poderá ser a alegria e a prosperidade.
Para mim é o paraíso (lugar onde não há reis, onde reina a paz e a igualdade).
Paz é uma coisa que nos acompanha sempre mesmo quando há guerra,
Pois eu não acredito que haja alguém que fique infeliz com a paz,
Pois a paz é a única coisa que nos pode salvar da maldade.
Eu interpretei aqui tudo o que a minha estrela me disse para escrever.

Pedro Lino

Paz em todo o mundo

A Paz no Mundo é...
O contrário de guerra

A semente que se multiplica

A árvore que cresce...
E se divide em múltiplos ramos

Uma chama acesa...
Dentro de cada um de nós

Que anseia por chegar
Cada vez mais longe

Transformando-nos em pombas
Esvoaçando pelos ares!

Joana Antunes


Parabéns ao Rafael, à Ana, ao Pedro e à Joana que tão bem souberam definir a Paz
.
E que a Paz seja uma realidade e não um sonho apenas! Seria bom que a Paz não vivesse só na nossa imaginação, nos sonhos de meia dúzia de pessoas, que ao acordar víssemos o nosso irmão feliz, sem fome, sem doenças, ali a sorrir-nos, cheio de esperança... A paz começa em nós e se todos fizermos um bocadinho... a nossa parte... o mundo tornar-se-á um lugar melhor, o homem será melhor... Demos as mãos pela Paz no Mundo!









Obrigada pela visita, são sempre bem-vindos! Obrigada pelos vossos comentários. Bem-hajam!
Ofereço-vos estas flores do meu jardim, acabadinhas de abrir, parecem estrelas.
Bom fim-de-semana!

5 comentários:

Anónimo disse...

Olá!
A Paz é sempre um bonito tema!
O mar, o sol, a serenidade também.
Obrigada pelas bonitas estrelas que são afinal apenas flores.
Bjitos
Carla

Maria Lemos disse...

Olá Mena,
Adorei a gargantilha, espectacular!
Gostei muito de tudo o que nos mostras e contas, parabens!
Um grande beijinho para ti
Maria Lemos

PS: NAO SEI SE SABES MAS O COMENTARIO (ULTIMO) É UM VIRUS!!!!

APO (Bem-Trapilho) disse...

atenção aquela mensagem com os links é capaz de ser virus!
vim ver as novidades querida. e adorei os brincos e todas as outras coisas com perolas! lindo lindo! :)
fica bem!
bjo

ShinningMoon disse...

Olá!!!
Foz do Arelho!!! Um dos meus locais favoritos! Lindo, e então com o pôr do sol....
Boa semana.
Bjitos.

Coisas de Mulher disse...

Lindo post, lindas fotos, e lindo conjunto escolhido para a ocasião :))))
Beijinhos!
Helena :D