sábado, 3 de maio de 2008

Mãe

4 de Maio
Dia da Mãe

As mais antigas celebrações do Dia da Mãe remontam às comemorações primaveris da Grécia Antiga em honra de Rhea, mulher de Cronos e mãe dos deuses. Em Roma, 250 anos antes do nascimento de Cristo, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a mãe dos deuses romanos.
Durante o século XVII, a Inglaterra celebrava no 4º Domingo da Quaresma (40 dias antes da Páscoa) um dia chamado “Domingo da Mãe”, que pretendia homenagear todas as mães inglesas. Neste período, a maior parte da classe baixa inglesa trabalhava longe de casa e vivia com os patrões. No Domingo da Mãe, os servos folgavam e eram encorajados a regressar a casa para passarem esse dia com a sua mãe.

À medida que o Cristianismo se espalhou pela Europa, passou a homenagear-se a “Igreja Mãe” – a força espiritual - que lhes dava vida e os protegia do mal. Ao longo dos tempos, a festa da Igreja foi-se confundindo com a celebração do Domingo da Mãe. As pessoas começaram a homenagear tanto as suas mães como a Igreja.

Nos Estados Unidos, a comemoração de um dia dedicado às mães foi sugerida pela primeira vez em 1872 por Julia Ward Howe e algumas apoiantes que se uniram contra a crueldade da guerra e lutavam, principalmente, por um dia dedicado à paz.

A ideia de se criar um Dia da Mãe partiu de Anna Jarvis em 1904, quando a sua mãe morreu. Três anos depois, a 10 de Maio de 1907, foi celebrado o primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, onde se reuniu a família e os amigos. Nessa ocasião, a Sra. Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos que deviam ser usados por todos. Estes simbolizavam as virtudes da maternidade. Ao longo dos anos, enviou mais de 10.000 cravos para a igreja de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de pureza, força e resistência das mães.

Segundo Anna Jarvis, o objectivo deste dia seria tomarmos medidas para um pensamento mais activo sobre as nossas mães. Através de palavras, presentes, actos de afecto deveríamos proporcionar-lhe prazer e trazer felicidade ao seu coração todos os dias, mantendo sempre na lembrança o Dia da Mãe.

Face à aceitação geral, a Sra. Jarvis e os seus apoiantes começaram a escrever a pessoas influentes, como ministros, homens de negócios e políticos no intuito de se celebrar um Dia da Mãe a nível nacional, o que daria às mães o justo estatuto de suporte da família e da nação.

A campanha foi de tal forma bem sucedida que em 1911 era celebrado em praticamente todos os estados. Em 1914, o Presidente Woodrow Wilson declarou oficialmente e a nível nacional o 2º Domingo de Maio como o Dia da Mãe.

Hoje em dia, muitos de nós celebram o Dia da Mãe com pouco conhecimento de como tudo começou. No entanto, podemos identificar-nos com o respeito, o amor e a honra demonstrados por Anna Jarvis.

Apesar de ter passado um século, o amor que foi oficialmente reconhecido em 1907 é o mesmo amor que é celebrado hoje e, à nossa maneira, podemos fazer deste um dia muito especial.

E é o que fazem praticamente todos os países, apesar de cada um escolher diferentes datas ao longo do ano para homenagear aquela que nos põe no mundo.

Em Portugal, até há alguns anos atrás, o dia da mãe era comemorado a 8 de Dezembro, mas actualmente o Dia da Mãe é no 1º Domingo de Maio, em homenagem a Maria, Mãe de Cristo.

O Dia da mãe pelo mundo

2º Domingo de Maio – Estados Unidos, Brasil, Dinamarca, Finlândia, Japão, Turquia, Itália, Austrália e Bélgica

2º Domingo de Fevereiro – Noruega

2º Domingo de Outubro – Argentina

2º dia da Primavera – Líbano

1º Domingo de Maio - Portugal

10 de Maio – México

8 de Dezembro – Espanha

Último domingo de Maio – Suécia

4º Domingo da Quaresma – Inglaterra

Poema à Mãe

No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe.
Tudo porque já não sou
o menino adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.
Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;
ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;
ainda oiço a tua voz:

Era uma vez uma princesa
no meio de um laranjal...

Mas - tu sabes - a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.

Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.

E deixo-te as rosas.
Boa noite. Eu vou com as aves.

Eugénio de Andrade


Profissão Mãe


Uma mulher foi renovar a sua carta de condução.
Perguntaram-lhe qual era a sua profissão.
Ela hesitou, sem saber bem como se classificar.
"O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.
"Claro que tenho um trabalho", exclamou.
"Sou mãe".
"Nós não consideramos "mãe" um trabalho.
Vou colocar "Dona de casa", disse o funcionário friamente.


Não voltei a lembrar-me desta história
até ao dia em que me encontrei numa situação idêntica.

A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira,
segura, eficiente, dona da situação
e perguntou: qual é a sua ocupação?

Não sei o que me fez dizer isto,
as palavras simplesmente saltaram-me da
boca para fora
"Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."
A funcionária fez uma pausa,
a caneta de tinta permanente a apontar para o ar
e olhou-me como quem dizia que não ouviu bem.

Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.
Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo,
com tinta preta, no questionário oficial.
Posso perguntar, disse-me ela com novo interesse,
o que faz exactamente?

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz,
ouvi-me responder:
"Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em
laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e
fora de casa). Sou responsável por uma equipe (minha família),
e já recebi quatro projectos (todas meninas).
Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda?),
o grau de exigência é em nível de 14 horas por dia (para não dizer 24 horas).
Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de
preencher o formulário, se levantou e, pessoalmente me abriu a porta.

Quando cheguei em casa, com o título da minha carteira erguido,
fui recebida pela minha equipe:
uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3 anos.
Do andar de cima,
pude ouvir o meu novo rebento (um bebé de seis meses),
testando uma nova tonalidade de voz.
Senti-me triunfante!

Maternidade... que carreira gloriosa!

Assim, as avós deviam ser chamadas
"Doutora-Sénior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas".

As bisavós:
"Doutora-Executiva-Sénior".

E as tias:
"Doutora - Assistente".

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres,
mães, esposas, amigas, companheiras.

Doutoras na Arte de fazer a vida melhor!


Autora desconhecida


Vários presentinhos que a minha filha fez para me oferecer no Dia da Mãe.


Num deles escreveu, quando tinha quatro anos:

A Mãe

"A minha mãe faz doces e papa, os restos da comida dá-os ao cão, ao Gil.
Ela gosta de passear.
A minha mãe já não tritura a sopa, porque eu já como a sopa de outra maneira.
Eu gosto da minha mãe, porque é minha mãe. Ela é muito minha amiga.
A minha mãe faz muitos trabalhos para a escola.
Ela é bonita, tem olhos brilhantes e é um bocadinho pequenina, ao pé do meu pai. Eu gosto muito dela."


A minha filhota escreveu este texto, ou seja, ditou-o à educadora e salientou aquilo que mais me preocupava: a dificuldade que eu tinha para lhe dar as refeições. Ela nasceu com um problema que fazia com que vomitasse constantemente após as refeições. Esteve internada várias vezes, porque não aumentava de peso. Até aos seis anos, foi uma preocupação constante, era muito magrinha, muito frágil, estava sempre doente. Foi um período muito difícil. Quando era bebé, depois de tentarmos tudo e mais alguma coisa para ver se o leite se mantinha no estômago, a pediatra aconselhou-me, depois de vários internamentos, a dar-lhe um bocadinho de leite de hora a hora. Era um leite mais espesso do que o normal, mas mesmo assim ela vomitava tudo. Então a solução foi dar-lho a pouco e pouco, mantendo-a levantada durante um certo tempo, debruçada sobre o nosso ombro, para que não vomitasse. Foi horrível: preparava os biberões todos para a noite e de hora a hora lá estava eu a dar-lho. Escusado será dizer que houve momentos que eu já não sabia se lho tinha dado ou não, então contava os biberões para ver se não me tinha esquecido de nenhum. E foi assim durante um mês, depois passou a ser de hora e meia em hora e meia, de duas em duas horas. De dia e de noite. Quando passou a comer papa e sopa, pensámos que iria melhorar, mas não! Vomitava na mesma, tinha de comer pouco de cada vez, várias vezes ao dia. Comeu a sopa triturada até aos cinco anos e foi nesta altura que começou a pouco e pouco a comer "a sopa de outra maneira", como ela diz. Hoje, é uma menina saudável. Graças a Deus!

Noutro postalinho escreveu o seu primeiro poema:

Mãezinha

Mãe, mãezinha, tu és muito minha
Mãe, mãezinha, é contigo que eu vou estudar
Mãe, mãezinha, tu és só minha
Mãe, mãezinha, é contigo que eu vou passear.


Presentes para a melhor mãe do mundo, a minha mãe:

Postais




Um tabuleiro Primavera: aqui antes de levar o vidro frio.


Aqui já com o vidro, é pena não se conseguir ver o brilho intenso com que ficou. Ficou lindo!Uma moldura


O saquinho para colocar tudo.
Feliz dia da mãe para todas as mães do mundo!

32 comentários:

Textos, Pensamentos... disse...

Olá
Fiquei encantada com o seu post, está lindissimo!
Os presentes para a sua mãe estão lindos, tenho a certeza que ela vai adorar!

Feliz Dia da Mãe!

Beijinhos...
Diana.

Textos, Pensamentos... disse...

..se quizer passe pelo meu blog, há coisinhas novas!

Beijinhos
Diana.

Daniela Tavares disse...

Oi ^^

Ainda não conhecia o teu cantinho mas fiquei encantada...

Tudo o que li foi tão lindooo! Dá-me uma vontade ser mãe (mas não agora, é claro, com 14 anos não dá lá muito jeito!)...

Demorou muito para eu ler isto tudo mas valeu a pena... cada palavra, cada frase, cada texto...

Adorei!!!

Também li o caso da tua filha... conheço um rapaz que também era alérgico ao leite, também vomitava tudo, mas agora está super forte!!!

E os presentes que ela te deu? Que coisas mais lindas...

É claro que tem a quem sair!!! Também tu fizeste uns trabalhos lindos para a tua mãe!!!

Beijos grandes, muito, muito grandes...

FELIZ DIA DA MÃE!!!!!

='D

mfc disse...

Continuo a festejar a 8 de dezembro!
Gostei desta homenagem às Mães.

SANDRA RIBEIRO disse...

LINDA HOMENAGEM AS MÃES QUEM ME DERA PODER DIZER O MESMO A MINHA MAS INFELISMENTE FIQUEI MUITO NOVINHA SEM ELA APENAS COM 4 ANINHOS FIQUEI SEM ELA MAS HOJE SOU MAE DE 2 COISINHAS TAO LINDAS QUE SEI DAR VALOR...
ESTES TRABALHINHOS ESTAO LINDOS E VESSE QUE FORAM FEITOS COM MUITO AMOR PARABENS PELO BLOG BEIJOS
FELIZ DIA DA MÃE

Tintas linhas e manias disse...

Parabéns ... grandioso trabalho para o dia da mãe...
FELIZ DIA DA MÃE!!!!
Isabel

Daniela Veiga disse...

Olá!
Obrigado pelo convite, fiquei muito sensibilizada,agora como sou mãe este tipo de factos têm um maior impacto em mim!
Adorei, mas confesso que continuo confusa em relação à data de comemoração do dia da Mãe!
Bom fim de semana
Bjinhos

Feltro em casa disse...

Que lembranças mais bonitas Mena!
Adorei a cartinha da tua filha aos cinco anos, ela deve ser um doce...
Beijos mamãe, Malú

Anónimo disse...

Oi!
Tudo bem? Já não passava por aqui há algum tempo. Agora pus o teu blogue em dia, li tudo e vi as coisas lindas que fizeste. Vou passar outra vez para ver algumas coisas mais atentamente, mais em pormenor.
Beijinho grande da
Ana Rita

Dulce disse...

Olá Mena,
Fiquei muito contente por conhecer o teu blog. A dedicatória às Mães é soberba e que bom saber que alguém pesquisa sobre o tema. Não conhecia a origem do dia da Mãe, lembro-me sim, que à anos se festejava a 8 de Dezembro, dia de Nª Sra da Conceição, mas os tempos mudam, como tudo.
Adorei ver tudo o que aqui tens e parabéns é um blog*****.

Feiliz dia da Mãe

beijinhos
Dulce

Isabel disse...

Olá Mena!
Muito obrigada pela visitinha ao meu blog e pelo convite a visitar o teu , realmente tinhas razão, adorei o post do dia da mãe!

Infelizmente ainda não consegui realizar o meu sonho de ser mãe, mas tenho a minha ainda graças a Deus e que para mim é a melhor mãe do mundo.

Adorei cada palavra, cada frase, simplesmente adorei o post!

Parabéns também pelo blog, e por todo o carinho que demonstras em tudo o que fazes.

Um feliz dia da mãe!

Beijokinhas grandes.
Isabel

Cátia disse...

ola !!! em primeiro lugar que tenha um dia muito feliz !!! parabens !!! estes poemas estao lindos !!! boa semana e um bj

Alexandrina disse...

Olá Mena!
Fiquei encantada com este post! Tinhas razão quando disseste que iria gostar! Simplesmente... ADOREI!!!

Sabes, ao ler a história da tua filha, o que passaste com ela nos primeiros tempos... fiquei emocionada! Deves ter passado um bom bocado, mas valeu a pena! E ela hj está ctg ao teu lado e acima de tudo saudável! Admiro-te muito!

Quanto aos presentinhos que fizeste para a tua mãe lindissimos como sempre! Até o saquinho!... Pensaste em tudo!

Um Feliz dia da Mãe!

Beijinhos amiga!

OKGIRO disse...

Olá..adorei o teu post sobre a Mãe.
Bem, e os teus postais são simplesmente maravilhosos. Adorei mesmo.Lindosss. Tb gostei da moldura e do tabuleiro que estão mto bonitos mas "apaixonei-me" pelos postais e pelo saco. Acho que a tuia mãe vai ficar toda babada.
Beijinhos e Bom dia da Mãe.

Lydia disse...

Excelente sim senhora melhor não podias fazer,adorei,um feliz dia da mae para ti e obrigada pela visita ao meu blog,bjs lydia

Habiba disse...

Um post muito bonito... com mensagens lindas!
A prendinha que recebeste da tua filha foi linda e a que deste a tua mae tambem. Beijinhos e feliz dia das mães

maiu :) manchinha da vaca disse...

Olá querida, obrigada pela visita em meu blog, adorei!
E que lindo o post sobre o dia da mães, achei tão fofo o que sua pequena escreveu para ti quando tinha 5 aninhos, uma graça né!
E feliz dia das mães para as mães de Portugal ;) pois aqui no BR ainda falta 1 semaninha rs...
Vou adiciona-la aos meus links, para sempre estar vindo visitar seu cantinho, beeeijos e um otimo domingo!

maiu :) manchinha da vaca disse...

Olá querida, olha só que coincidencia, eu estava a retribuir a sua visita, e vi que tinha um mimo a visitante 10.001 e não é que sou a visitando desse numero magico... irei lhe enviar um email com o print, beeeijos grandes!

liliandreia disse...

ola!obrigada pela visita e comentario.blog muito giro...esta publicaçao ao dia da mae esta fantastica.vou adicionar blog aos meus links
bjs

Vera disse...

Lindas prendinhas que fizeste para a tua mãe!
beijinhos e um óptimo domingo
Vera

Joanita disse...

Lindos miminhos que fizeste para a mãe.

*Feliz Dia da Mãe para ti,
Joanita

sweetie Mafalda disse...

Olá querida,
adorei este post sobre o dia da mãe!!
Deixei-te um desafio no meu blog, se calhar já o tens, mas....
Bjs e bom dia da mãe!!!
Mafalda

Bonecas da Filó disse...

“O coração de uma mãe é a sala de aula do seu filho.” Feliz dia das Mães

As artes da mikas disse...

Ólá mena, segui o teu conselho, e vim visitar o teu blog.
Adorei o post do dia da mãe. Tb adorei o que fizes-te para o dia da mãe.
Bom dia da Mãe tb para ti
bjs.
Rosa Soares

Brisa de Amor disse...

Oi Mena!!!

Feliz Dia da Mãe!
Obrigada pela visita

muitos beijos enormes do argentina

Catarina Pelixo disse...

amei ta lindissimo sabes na minha familia o dia da mae é em dezembro dia 8 e uma tradiçao nos damos prendinahs a minha mae disse dia o o miguel o ano passado kd xegei do hospital tinha uma prenda pa mim mas dp foi travez pa o hospital fikei eternada tava a perder aguas o dinis keria nascer na minha familia é em maio & em dezembro dia da mae
bjokas mas adorei

Chocolate disse...

Olá!
que lindos presentes, tanto o que deste à tua mãe como aquele que recebeste da filha :)
fico muito feliz por saber que passaste um optimo dia da mae! :)
e o post sobre o dia também está magnifico :)
muitos beijinhos e boa semana!

APO (Bem-Trapilho) disse...

olha adorei tudo!!! :)
tu bem me disseste que que eu ia adorar! :)))
gostei principalmente da historia que contas da doutora em desenvolvimento infantil e relações humanas. é isso mesmo! apoiado! já conhecia esta historia e se nao te importas vou levá-la lá para o bom feeling, pode ser?
adorei tb as coisinhas que a tua filha fez para ti e as coisas lindas que te escreveu.
e os teus trabalhos para a tua mae tb está um amor! :)))

e outra coisa: vou mandar-te um email por causa da minha pesquisa ok?

um grande beijo amiga!

Catarina Silva disse...

olá mena em primeiro lugar obrigado pelo convite e cá estou. olha adorei o teu blog e fiquei emocionada com o que li. os trabalhos que fzeste para o dia da mae estao fabulosos. um grande beijinho

Lau disse...

olá, vim agradecer e retribuir a visitinha =))
Td tão lindo o q vc escerveu!!!
Boa semana p/ vc!!!
Bjinhus e volte sempre q quiser, ok?!

mariluisac disse...

Olá amiga...linda homenagem que vc postou p/as mães...vc é uma pessoa bem informada e abençoada...pois divide com todos as suas artes e informações obrigado...adoro vir aqui...Bjsssssss

MARIA LEMOS disse...

Lindissimo este teu post...sem comentarios!!!
Adorei, simplesmente!
Os trabalhos de um requinte e bom gosto fantasticos!