sábado, 10 de dezembro de 2011

Coisas de que gosto!




...CHOCOLATES


...POESIA


GOSTAVA DE SABER

Gostava de saber
se falas da lua e das aves
nos dias amargos,
se acreditas na incerteza do amanhã e
se depositas nas cartas da sorte
o desfecho dos teus sonhos.

Gostava de saber
se nas noites vivas
deixas que o teu desassossego
mate o rio farto de um corpo
que te pede a exaltação e se dormes
serenamente de alma acolchoada.

Gostava de saber
se abres as mãos aos momentos,
se o meu nome acende
a tua mente de perna traçada e
se não há quem te levante quando te deitas
a premiar o teu corpo de linho.

Gostava de saber tudo isso
porque temo que saias tarde ao encontro de ti,
que descures a calidez
da primavera dos teus olhos
e, por medo, caminhes longe da vista
do lado visível do amor.

Gostava de o saber da tua boca, porque,
já o sabendo, gostava tanto que o soubesses...


Não deixem de dar um saltinho aqui! O Nilson tem uma vasta colecção de poemas que vale a pena conhecer, ler e reler. Quando passo pelo NimbyPolis, perco-me, pois leio o que há de novo e releio outros poemas com que me identifico inteiramente. Disse-lhe que um dia pegava num poema dele e que o analisava, continuo tentada a fazê-lo... Passo a vida a analisar poemas de poetas idos (eles não poderão vir cá reclamar!) E, é, por isso (medo que o Nilson não goste da minha análise!), que ainda não me aventurei, mas chegará o dia, Nilson!



...DECORAÇÕES DE NATAL

...COISAS ANTIGAS / VELHARIAS

...SAPATOS, BOTINS, BOTAS...

São lindos, não são?

...VESTIDOS


...FOTOGRAFIA




...FLORES

PORTA-CHAVES (fui eu que fiz!)

...RECICLAGEM



Vejam o que se pode fazer com as lâmpadas.



...CINEMA

(...sobre o filme que vi este fim-de-semana)

Este thriller de espionagem começa em 1997, quando os ex-agentes secretos da Mossad, Rachel e Stefan, recebem notícias chocantes do antigo colega David. Os três foram venerados no seu país durante décadas por uma missão que levaram a cabo em 1966, quando o trio perseguiu o criminoso Nazi Vogel em Berlim de Leste. Sob um enorme risco, a custo pessoal, a missão terá sido cumprida – ou talvez não. O suspense vive entre dois períodos da história, com açcão crescente e revelações surpreendentes.

2 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga Mena, obrigado pelo destaque da minha poesia.
Senti-me mimado por ti...
Beijo grande.

Mena disse...

A tua poesia merece muito mais do que o destaque que eu lhe posso dar!