quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Viver não dói!

Lindo colar!
Colar com corrente dourada envelhecida, corrente com elos grandes, bolas de madeira forradas com fio encerado castanho, bola de madeira com missangas de várias cores, peça casiada com linha de crochet castanha com pequena rosa dourada no meio, peça em feltro em cor-de-laranja e castanho, bolinhas em acrílico cor-de-laranja, peças de madeira pintadas de dourado, bola grande forrada com fio encerado bege, castanho e cor-de-laranja e flor em latão envelhecido com o olho pintado com tinta dourada.


Pormenores do colar


Dedico este poema às minhas amigas, em especial à Manuela S..


VIVER NÃO DÓI


Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas
e não se cumpriram.
Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria a gente não sofrer,
apenas agradecer por termos conhecido
uma pessoa tão bacana,
que gerou em nós um sentimento intenso
e que nos fez companhia por um tempo razoável,
um tempo feliz.
Sofremos por quê?

Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer
pelas nossas projecções irrealizadas,
por todas as cidades que gostaríamos
de ter conhecido ao lado do nosso amor
e não conhecemos,
por todos os filhos que
gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,
por todos os shows e livros e silêncios
que gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados,
pela eternidade.

Sofremos não porque
nosso trabalho é desgastante e paga pouco,
mas por todas as horas livres
que deixamos de ter para ir ao cinema,
para conversar com um amigo,
para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe
é impaciente connosco,
mas por todos os momentos em que
poderíamos estar confidenciando a ela
nossas mais profundas angústias
se ela estivesse interessada
em nos compreender.
Sofremos não porque nosso time perdeu,
mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos,
mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós,
impedindo assim que mil aventuras
nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e
nunca chegamos a experimentar.
Como aliviar a dor do que não foi vivido?
A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!

A cada dia que vivo,
mais me convenço de que o
desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-se do sofrimento,
perdemos também a felicidade..

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional.


Carlos Drummond de Andrade

Beijinhos, sejam felizes: "viver não custa, custa é saber viver".

25 comentários:

Anónimo disse...

Boa amiga, de todo o coração, agradeço o teu gesto. A vida, com amigas como tu, é suave como tu.
Um forte abraço.

MiaBiju disse...

Vim retribuir o comentário. :) Obrigada.
Tens peças bem bonitas :)
Sê sempre bem-vinda ao meu cantinho!
Beijoca
Ana

Pimpolhartes disse...

Olá vim agradecer e retribuir a tua visita e comentário, e ao mesmo tempo conhecer o teu blog.
As tua peças são lindas.
Bjs
Ana

A margarida curiosa disse...

Olá tudo bem? obrigada por visitar meu cantinho, assim vim retribuir o carinho.
Tuas peças são lindas, adorei os detalhes.......bjinhos Sá

Clitie disse...

Olá Mena!

Obrigada pelo comentário. Tens aqui coisinhas tão bonitas! :-)

Beijinho e um Bom Ano!

Anónimo disse...

Lindo blog! Peças muito bonitas e originais.
Vou passar mais vezes por aqui.
Beijinhos e bom ano.
Sara

Maria disse...

Parabéns!
O teu blog está lindo!
Tens muito jeito!

Vou adicionar-te nos meus links.
Espero que faças o mesmo! =)
Bjinhos
Maria
miminhosdamaria.wordpress.com

Paula disse...

Olá passei só para te dar os parabéns, tens peças muito giras. Vou voltar ;)

Cenoura disse...

Oi Mena,
Obrigada pela tua visita.
Tens trabalhos lindos! Gostei particularmente da Galeria 8!
Vou voltar para ver as novidades
Bjs

APO (Bem-Trapilho) disse...

as tuas galerias estao fantásticas! tens trabalhos mto bonitos!
bjinhos :)

Cristina Farinha disse...

Olá! Cheguei ao teu blog por acaso mas ainda bem... gostei muito! Adoro o colar. beijunho*

Vera disse...

Adorei o colar...está lindo!
bjinhos
Vera

Denise disse...

Olá!

Obrigada pela tua visita ao meu blog, vim retribuir...

Adorei o teu blog! Tens mt jeito e criatividade na criação de bijuteria. Dentro do género, é dos blogues k mais apreciei, parabéns!

Beijinho;

Denise

Monica disse...

Olá, vim retribuir a visita, volte sempre!!!!
Suas peças são lindas!!!!
bjos

FazendoArte disse...

Lindas as bijus, alegres e elegantes
e o poema foi muito bem escolhido, ñão conhecia este do Drumond

:)

Cris disse...

Olá...vim retribuir a visita e gostei muito do que vi por aqui.Parabéns!!!!
Irei voltar...
Beijokas e bom fim de semana
Cris

Criatividades Online disse...

Adorei o teu blog, super dinâmico!!
Parabéns! As peças também são muito bonitas.
Beijos
Rosarinho

maoshabilidosas disse...

Também tem trabalhos muito lindos! Gostei mesmo muito! Parabéns! Bjinhos***

Laura Branco disse...

O blog está cada vez melhor.
Com poemas mais bonitos, colares mais originais, está um blog único.
Vou tentar passar por cá mais vezes para saber das novidades :)

Beijinhos grandes.

margarida disse...

olá!
obrigada pela visita :)

gostei muito das tuas peças, parabéns!

bom fim de semana,
idaisy

Flor do Céu disse...

Olá, obrigada pela visita.
volte sempre, tambem possui um trabalho belissimo.
abraços
gracinda Araujo

Anónimo disse...

Adoro o poema que escolheste. O colar está um mimo.
Beijinho
Bom Domingo
Sónia

casaca disse...

Olá Mena!
Obrigada pela visita e pelo simpático comentário.
Parabéns pelos teus lindos trabalhos.
Bom Domingo!
Fica bem...

Bjs *****

Marlene Cirilo disse...

Oi Mena
adorei seu blog e suas bijoux são lindas, parabéns, qdo der virei mais vezes. Bjos e uma boa semana

Margarida disse...

ste poema diz-nos a verdade
adorei
guida