segunda-feira, 2 de junho de 2008

Coentros e orquídeas

Nas nuvens: adoro ficar a olhar as nuvens e vou registando alguns momentos, mais ou menos, nublados.



Bacalhau na cataplana

Deixei-vos aqui esta receita. Agora, decidi colocar as fotos da sua preparação.

Faz-se uma "cama" com azeite, dentes de alho, coentros e malagueta.

Frita-se o bacalhau, envolvido em farinha, no azeite.

Coloca-se o bacalhau em cima da "cama" preparada anteriormente.

Tapa-se e deixa-se cozer em lume brando.

Já está pronto!

Serve-se com batatinhas assadas no forno (a murro) e com uma boa salada mista.


Miminho

Ganhei esse lindo prémio da minha querida amiga, Andrea Cris. Obrigada, amiga, fiquei muito Feliz!


E, agora, ofereço a todas as amigas que me visitam!


Os meus vizinhos

A agitação da vida urbana fomenta o individualismo, o isolamento e a indiferença por aqueles que mais próximo de nós residem. Não conhecemos os nossos vizinhos e não estimulamos as relações interpessoais.
Convidar os vizinhos para beber um copo ou partilhar uma refeição pode não resolver os problemas sociais, mas este simples gesto pode ser um princípio. Conhecer os vizinhos ajuda à coesão social, a uma melhor vida em conjunto e cria novos laços de solidariedade entre as pessoas.

Quando casei, fui viver para um apartamento e aí permaneci 6 anos. Era um bloco de 4 andares e em cada um havia 6 apartamentos. Ao todo, viviam ali 24 famílias. No andar em que morava, apenas conheci uma família: a Odete, o marido e dois filhos. Cruzava-me várias vezes com outras pessoas, mas, para dizer a verdade, só as conhecia de vista, do Bom Dia! Boa Tarde! Boa Noite! Como está? E a conversa ficava por aqui.
O meu filho era pequeno, nós habitávamos o quarto andar, não havia elevador no prédio... Cada vez que íamos às compras, tínhamos de carregar tudo lá para cima... Era um sobe e desce constante e havia também uma criança pequena para levar ao colo. Logo que foi possível, vendemos o apartamento e comprámos um dúplex no mesmo bairro, onde permanecemos 10 anos. Aí, éramos oito famílias. Cruzávamo-nos muitas vezes e foi possível fazer amizade com três das famílias.
Entretanto, vendemos o dúplex e construímos a casa em que vivemos agora. Vivemos já há cinco anos aqui e é com alguma tristeza que vos digo que mal conheço os meus vizinhos. A casa está situada numa pequena aldeia muito perto da cidade, nesta rua há apenas 6 vivendas. Conheço alguns vizinhos de vista, por quem passo de carro e em vez do tradicional Bom Dia, passámos a levantar a mão, a acenar, um pequeno cumprimento, um simples gesto de cortesia. Mas há os vizinhos do lado, com quem falamos, a quem batemos à porta de vez em quando e que encontramos mais vezes no supermercado do que aqui. Engraçado, não é?
Um dia destes, a vizinha tocou à campainha, vinha trazer-me uma taça cheia de nêsperas e um cestinho com limões. A taça e o cesto ficaram por aqui algum tempo, porque eu queria retribuir a gentileza. Talvez faça um bolo para os vizinhos, disse ao meu marido, ou um doce. A vida é um corre-corre e fui adiando, adiando, por falta de tempo, disposição... Este fim-de-semana, a minha filha pediu-me Arroz Doce Tropical e sugeriu que levasse um pratinho aos vizinhos, pois "talvez eles ainda não tenham provado este doce", disse ela. Assim foi, fiz o arroz, convidei o meu marido para me acompanhar e lá fomos levar a taça, o cestinho e o pratinho de Arroz Doce Tropical. Tocámos e surgiu a vizinha que logo nos convidou a entrar, pois estava ali o seu filho mais novo, o Gonçalo, a tocar violoncelo. São todos muito simpáticos e o Gonçalo além de tocar muito bem, é dono de uns olhos lindos!... Os homens logo se meteram à conversa e a vizinha mostrou-me os bordados que fizera quando andava a estudar, a sua mini-horta, muito bem cuidada, as suas flores... Apanhámos coentros e ela presenteou-me com estas orquídeas que eu coloquei neste pequeno aquário com algumas canas. Ficou bonito o arranjo, não ficou?



Apresento-vos, agora, o "Quarto Minguante": o Gonçalo, no violoncelo ( o filho mais novo dos meus vizinhos), o Hugo, na bateria, a Sílvia (voz e clarinete) e o Alex, na viola, um grupo musical a ter em conta... Aposto que brevemente iremos ouvir falar muito neles...






Mais um trabalhinho: colar a vermelho e preto.



16 comentários:

Anónimo disse...

Querida!
Seu blog é um cantinho cheio de surpresas boas: textos, poemas, receitas, bijus, artesanato de todos os tipos... Penso que é professora e tem dois filhos e é casada... Como é que arranja tempo? Li algures aqui que considea os dias curtos, com poucas horas! Passeando por aqui dá para entender as suas razões. Gosta de fazer tantas coisas e tão variadas, que o tempo deve ser realmente curto. Conheço pessoas que fazem também várias coisas, mas não tão perfeitas como as que a Mena apresenta aqui. Tem tudo um óptimo aspecto. Há muita criatividade também, peças únicas, feitas com carinho e de muito bom gosto. Vou passar mais vezes por aqui, porque vale mesmo a pena: coisas bonitas para admirar e sempre algo para aprender. Continue, querida e parabéns pelo espaço que criou.
Beijinhos da Cisa

Dulce disse...

Olá Mena,

Lá consegui dar um pulinho ao teu cantinho. Hoje e ontem foram para esquecer, só tive tempo de dormir, maldito stress. Mas falando de coisas boas, eis uma receita que deve ser apetitosa, a cama onde se deita deve ser boa, ihihihi. A história sobre os vizinhos é assim mesmo, só encontramos esse bater de porta nos meios mais pequenos, nas grandes cidades e eu falo de Lisboa, é quase impossível...mas, vivo num prédio de 5 andares, cada um com 2 casas e a minha vizinha do lado é uma querida quando está, porque são muito viajados e passam muito tempo fora. Quando estão o carinho uma troca de palavras é sempre possível. Os restantes, limitamo-nos ao bom dia, etc e às vezes cruzo-me com gente que até fico a olhar(não me lembro de que piso).
Quando vou para a casa do Alentejo, aí até o senhor que me cuida da casa e quintal, vem cedinho trazer-me ovos caseiros, porque sabe que eu gosto e o pãozinho da aldeia...hum! Sabe tão bem!
Para o mês que vem vou lá passar uns dias com a filha, para carregar baterias antes das férias pròpriamente ditas. E como já parece um testamento, obrigada pelo teu miminho e os teus colares são lindos. Como arranjas tempo para tudo? Eu já faço tudo pelo mais prático, falta-me a paciência.


Beijokinhas grandes para ti.

Feltro em casa disse...

Oi Mena
Que lindo o seu arranjo, e adorei os porta retratos (devem ser seus filhos) ficou muito bacana!!!Gostei de ler sobre a história com seus vizinhos. Moro em uma casa em uma rua bem movimentada perto do centro da minha cidade, minha vizinhança é bem dada, adoram cumprimentar e conversar. Já moro aqui há mais de 10 anos. Outro dia minha vizinha fez 86 anos e me convidou para sua festinha. Fiz um bonito sachet de feltro e a presenteei, eu era a mais novinha, a faixa etária na festa era entre 75 e 92 anos, mas me diverti muito!!!Foi bem legal!Acho ótimo nos darmos bem com nossos vizinhos, Beijão
Malú

Daniela Veiga disse...

Olá Mena!
Obrigado pelo miminho,eu já tenho mas vou pôr lá o seu nome!Muito obrigado!
Bjinhos

maiu :) manchinha da vaca disse...

Olá Mena querida,
adorei as receitas! És uma cozinheira de mão cheia, além dos lindos artesanatos que faz!!! Que por falar nisso, o colar esta lindo, juntamente com o anel! ´Parabéns por tanto capricho!
e obrigada pelo miminho adorei!!!
Ah, sobre o presentinho que estas a me mandar deve realmente demorar, afinal, moramos bem longinho uma da outra rsss
Beijinhos querida, e otimo dia!!!

APO (Bem-Trapilho) disse...

olá querida! :)
vim ver as novidades.
desculpa a demora. ando sempre sem tempo e tenho pena de não poder aqui vir as vezes que gostaria.
obrigada pela visita e volta sempre, amiga!
mais uma vez as tuas manualidaes estao fabulosas! e aquelas batatinhas... hummmm... até me cresce água na boca! adoro bacalhau, mas batatinha a murro é uma iguaria para mim! :)
bjinho grande

Paula

Sônia Maria disse...

Olá, amiga!
Eu também gosto de contemplar as nuvens!
Gosto de imaginar os bichinhos que formam.
Quando meus filhos ainda eram pequenos colocávamos esteiras na grama e ficávamos a procurar os bichinhos.
É muito bom!
Gosto muito de olhar as estrelas. Quando vou pra fazenda, desligo todas as luzes e fico a comtemplar o universo com toda a sua beleza e grandeza. Vejo estrelas cairem e aviões passarem.
Adoro fazer isso!
Quanto aos vizinhos, é como você falou.
Acredito que tenho mais intimidade com minhas amigas virtuais do que com os meus vizinhos.
Preciso tentar me aproximar mais deles.
Foi bom ler o que você escreveu. Me despertou.
Abraços com carinho,
Sônia Maria

Sonia Facion disse...

Olá Mena!!!
Fiquei com vontade de comer esse bacalhau!!! Huuuuuuuuuuuuuuuuu... acho que vou tentar fazer. Será que acerto?
O colar ficou lindo e super diferente!!!
Bjks
Sonia Facion

Sue Paula disse...

Oi Mena!
Tanta coisa bela por aqui. Parabéns pelo blog, pelos lindos trabalhos.
Fica com Deus.
Abracinhos
Sue

εïз Andrea Cris εïз disse...

Olá Amiga
Que postagem Maravilhosa..Eu tambem adoro ficar olhando as nuvens e meu prato favorito é bacalhau...humm deu agua na boca..Adorei as novidades que Lindas
PARABENS
Tem Mimos para vc no meu Blog
TENHA UMA OTIMA SEMANA
Bjs
Andrea

Chocolate disse...

Olá querida!
Obrigada pelo miminho, já está no meu cantinho! :)
adorei a historia dos vizinhos. eu moro no mesmo predio desde sempre e é verdade que sao poucas as pessoas que se cumprimentam com mais do que um bom dia no elevador. enfim...
beijinhos e continuação de boa semaninha!

RoselyFazendoArte disse...

Só entro nesse blog depois do almoço ou jantar...delicias mil.
Desculpa mas eu não sei o que é um Mimo(que vergonha), ops sei que um mimo é um presente, mas seu blog é tão cheio deles que não sei qual é o meu!!!!
Beijos, seu blog é um Mimo para mim.

Brisa de Amor disse...

Oi Mena!!!

MMMmmmm delicias amiga, ficou 10!!! parabens!!!

muitos beijos do Argentina!

Anónimo disse...

Olá amiguinha

Espero esteja tudo bem contigo e familia.

Venho agradecer-te o miminho que me deixaste no teu blog "adorei" e tu és uma querida que nunca te esqueces de mim.

Como não tinha "buraquinho" tenho de o fazer através de mail.

Olha querida, eu gostei de tudo...as fotografias estão fabulosas, a tua relação com os vizinhos...é mesmo o retrato da vida de hoje, infelizmente a maior parte das pessoas já não têm tempo para estar umas coom as outras e confraternizar!

Linda a orquidea...não sou invejosa...senão ficava roidinha, pois é uma flor que gosto muito,

O colar...esta requintadissimo.
Lindo...tu és mesmo um espectáculo!

E o cheirinho a bacalhau?...
Ai Mena cheirava tão bem e tinha tão bom aspecto....!
Devia estar uma delicia!...

Também quero agradecer-te a tua visitinha ao meu cantinho e as carinhosas palavras que me deixaste!

Obrigada Mena!Fico muito feliz com a tua amizade e com as das nossas amigas virtuais!
Agora está na horinha de ir ajudar a dar banhinho ás minhas fortunas, para comerem e ir para a naninha...!

Um beijinho de agradecimento e amizade da
Cassilda


PS: A Cassilda enviou-me este texto por mail, porque não encontrou "um buraquinho", como ela diz, para escrever. Gostei tanto do seu comentário que resolvi copiar e colar aqui, porque os mails, depois de lidos, são apagados e eu gosto de vez em quando ler o que as minhas amigas escrevem.

sweetie Mafalda disse...

Olá amiga,

bem mas este post está demais, além das verdades sobre os vizinhos, pois hoje em dia á normal nem conhecermos o vizinho do lado, a receita é óptima e os trabalhos magnificos!!! E ainda levamos um mimo!!! És demais amiga, muito obrigada.
Bjs
Mafalda

Daniela Tavares disse...

Oi!!! **,

Obrigada pelo miminho! É tão lindo!!!

Desculpa não te ter agradecido mais cedo, mas ando tão atarefada por causa dos exames nacionais!!! UFF!

Beijos grandes e continua assim a partilhar estes textos tão educativos, as receitas, os poemas, as dicas, etc...

Enfim, continua assim!

Beijitos!! ='D