quarta-feira, 25 de março de 2009

Canto IV d'Os Lusíadas

O rei D. Manuel I recebe Vasco da Gama


RESUMO DE "OS LUSÍADAS"

CANTO IV

No canto IV, o narrador começa por referir o interregno que se seguiu à morte de D. Fernando, entre 1383-85, e, em seguida, narra o reinado de D. João I, apresentando-nos os preparativos para a guerra com Castela, salientando a figura de D. Nuno Alvares Pereira que se insurgiu contra aqueles que se colocaram ao lado de Castela, entre os quais os seus próprios irmãos, e a Batalha de Aljubarrota, que opôs D. João I de Portugal a D. João I de Castela. Em seguida, é descrita a conquista de Ceuta e o martírio de D. Fernando, o Infante Santo.

São depois apresentados os reinados de D. Duarte, D. Afonso V e de D. João II. No reinado de D. Manuel I, é apresentado o seu sonho profético (estâncias 67-75). É aqui que entra Vasco da Gama, D. Manuel I confia-lhe o descobrimento do caminho marítimo para a Índia. Seguidamente é-nos apresentada a partida das naus, com os preparativos para a viagem, as despedidas em Belém e, finalmente, o episódio do velho do Restelo, no qual um velho de aspecto venerando reprova os descobrimentos, apontando os seus inconvenientes e criticando mesmo o próprio rei D. Manuel I, que deixava criar às portas do reino o inimigo, no Norte de África, para ir buscar outro tão longe, despovoando-se o reino e enfraquecendo-o consequentemente.



A Mena na cozinha

Pudim de atum

1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de farinha
2,5 de leite
2 latas de atum
2 colheres de sopa de queijo ralado
4 ovos
manteiga
pão ralado
sal


Ligue o forno a 200º. Unte uma forma com manteiga e polvilhe-a com pão ralado.
Leve o azeite ao lume com a farinha, mexa e vá adicionando o leite, tempere com sal, deixe cozinhar e depois de levantar fervura, retire do lume.
Junte a este preparado o atum escorrido e desfiado e o queijo. Envolva bem. Junte as gemas, mexendo rapidamente. Bata as claras em castelo e adicione-as delicadamente ao preparado. Verta-o para a forma e leve ao forno, durante cerca de 20 minutos.

Retire do forno, desenforme-o logo e

sirva com uma boa salada mista.
Bom apetite!





Trabalhinhos:
O porta-chaves que fiz para a Estelinha.

Fiz uma troquinha Pandorfimo com a Paula e a Estela. Aqui fica o que enviei à Paula.

Esta foto foi-me cedida pela Estela, pois eu com a pressa de levar tudo para o correio, esqueci-me de tirar fotografias ao que lhe enviei. Obrigada, amiga.

Tanto a Paula como a Estela disseram que gostaram de tudo o que lhes enviei. Ainda bem!




Este selinho veio daqui!

Obrigada, amiga!


Ofereço a todas as meninas que passarem por aqui.

5 comentários:

artes_romao disse...

boa noite,td bem?
as novidades estao um encanto...
adorei as peças da trokinha...
agradeço imenso o selo..
fika bem,jinhos***

Mary disse...

Belo pudim de atum! Gosto muito de atum, mas parece que o pobrezinho está vias de extinção, assim até como menos vezes com pena! Mas, claro que não resisto, e acompanhava esse pudimzinho com umas rodelinhas de tomate! À pois é! Hehehe

PS - Continuo sem perceber porque é que o teu endereço não tem feed, e não dá para adicionar ao lado esquerdo do meu blog...enfim...

APO (Bem-Trapilho) disse...

Adorei tudo e a M. também! e eu, feia, feia, feia, ainda não te enviei a minha parte da troca. peço-te mil desculpas querida, mas para não enviar as peças todas na mesma cor estou a fazer uma segunda fornada de fimo. sao só mais uns diazinhos. desculpa!
ahh e esse pudim de atum parece-me muito bem! é parecido com o soufle de peixe que costumo fazer.
bjão grande!

Joanita disse...

Li "A Lua de Joana" já à muitos anos e lembro-me que amei o livro! Gostava de ver a peça também...

*Beijocas,
Joanita

Atelier da Casaleira disse...

olá:) tudo bem?

vim desejar-te um bom fim de semana

e dar-te uma beijoka

o prato de pudim de atum...hum...pareçe muito bem:)