sexta-feira, 13 de março de 2009

A "mísera e mesquinha que depois de morta foi rainha"

VII


Análise do episódio de Inês de Castro

Que razões teriam levado ao assassínio de Inês de Castro e em que medida respeitou Camões a verdade histórica?

D. Pedro casou com D. Constança de Castela, mas Inês de Castro, madrinha do príncipe, frequentava o paço. Logo que a amizade de D. Pedro por D. Inês se tornou objecto de escândalo, ela foi expulsa e proibida de voltar a Portugal. Mas logo que se deu a morte de D. Constança, D. Pedro faz regressar Inês a Portugal, instalando-a em Coimbra nos Paços de Santa Clara. Vieram os filhos bastardos, a influência dos Castros tornou-se reparada entre os fidalgos portugueses, que apontavam o perigo do domínio castelhano. Convencem D. Afonso IV a mandar matar Inês, por razões de Estado. O rei ainda hesita, mas finalmente Inês é degolada em Coimbra. É isto que, em traços gerais se aceita como histórico em relação à "mísera e mesquinha/ que despois de morta foi rainha".
Ao lermos o episódio d'Os Lusíadas, verificamos que as alterações à verdade histórica operadas por Camões se orientam a uma mais intensa poetização do triste acontecimento. Assim o poeta insiste mais na inocência de Inês do que nas razões de Estado. Não faz alusão à expulsão de Inês, que, ao ser assassinada, nem sequer sabia da trama que se movia contra ela. Inês é sobretudo vítima do destino, vítima do amor, mais do que das razões políticas. É morta por uma espada que lhe trespassa o coração. Este género de morte está mais de acordo com a poetização sentimental dada pela tradição e constitui um tipo de morte próprio de uma acção com características trágicas.


Características da tragédia clássica presentes no episódio

- A acção é verdadeiramente trágica, atingindo o seu ponto culminante com a morte da protagonista.
- Surgem ao longo da acção os sentimentos fundamentais da tragédia: o terror e a piedade. O terror é sugerido sobretudo pelas expressões: horríficos algozes, ferozes razões, morte crua, duros ministros rigorosos, avô cruel, morte escura, peitos carniceiros, brutos matadores, se encarniçavam férvidos e irosos. A piedade é suscitada sobretudo pela brusca transição de uma felicidade despreocupada para uma desgraça inesperada; pela desproporção de forças de uma fraca dama delicada e os brutos matadores; pela injustiça de um castigo tão duro (morte indina) em relação a uma dama inocente; pelo contraste entre a atitude de homens que, como cavaleiros, deviam ser humanos, e o próprio proceder das brutas feras; pelo facto de Inês ser mãe e o sentimento de piedade se projectar também sobre os filhos; pelas contínuas intervenções do poeta em exclamações dolorosas e comentários favoráveis a D. Inês, sobretudo nas últimas três estrofes, salientando-se a comparação com a bonina, cândida e bela e o treno das filhas do Mondego.
- Respeita-se a lei das três unidades: acção (morte de Inês, da protagonista, vítima do amor, vítima inocente); espaço (em Coimbra); tempo ( em menos de um dia).
- A intervenção do Destino, da fatalidade é evidente nas expressões: "Naquele engano da alma, ledo e cego / que a Fortuna não deixa durar muito" (120) e "o pertinaz povo e seu destino" (130).
- A função do coro pode ver-se nas intervenções emocionais do poeta, que assim vai comentando apaixonadamente o desenrolar da acção (estrofe 119, os últimos quatro versos da estrofe 123, e toda a parte final, desde os dois últimos versos da estrofe 130 até ao fim).

VIII


Fenómenos Fonéticos


ASSIMILAÇÃO - A Assimilação consiste em transformar um determinado fonema em outro que seja igual ou semelhante a um que lhe é contíguo dentro da mesma palavra:

ipsu > isso. (o s assimilou o p, convertendo-o em s)


A ASSIMILAÇÃO pode ser TOTAL ou PARCIAL, PROGRESSIVA ou REGRESSIVA:

ASSIMILAÇÃO TOTAL (COMPLETA) - Quando o fonema assimilado é igual ao fonema assimilador:

persona > pessoa

Mirabilia > maravilha


ASSIMILAÇÃO PARCIAL (INCOMPLETA) - Quando o fonema assimilado apenas se assemelha ao fonema assimilador:

auru > ouro


ASSIMILAÇÃO PROGRESSIVA - Quando o fonema assimilador se encontra antes do fonema assimilado (um fonema assimila um outro que lhe é posterior):

nostro > nosso


ASSIMILAÇÃO REGRESSIVA – Quando a assimilação se opera da frente para trás (um fonema assimila um outro que lhe é anterior):

persico > pêssego ;

Captare > cattar > catar

Ipsa > essa

septe > sette > sete


DISSIMILAÇÃO - Dois fonemas iguais tornam-se diferentes:


liliu > lírio

Memorare > membrar > lembrar

Rotundu > rodondo > redondo



A Mena na cozinha

Creme de feijão verde

300 g de batatas

1 cebola
2 dentes de alho
1 alho francês
1 curgete
água
250 g de feijão verde
sal
azeite
hortelã

Descasque as batatas, a cebola e os alhos.
Corte tudo aos pedaços pequenos, corte também o alho francês, o feijão e a curgete. Leve tudo ao lume em água e deixe cozinhar cerca de 20 minutos, ou até os legumes ficarem cozidos. Reduza tudo a puré, reservando alguns pedacinhos de feijão cozido. Tempere com sal e azeite. Sirva enfeitado com os pedacinhos de feijão verde e hortelã (se gostar).

Bom apetite!



Trabalhinho: colar




Trouxe este selinho do blogue da Sabrith.

Regras:

1ª- Exibir a imagem do selo "Seu blogue é Roxie!" e escrever as regras por baixo dele.

2ª- Colocar quem te deu o selo nos blogues indicados (amigos).

3ª- Escrever 5 coisas que são Roxie (1ª sobre música, 2ª sobre televisão e cinema, 3ª três países que gostaria de conhecer, 4ª três cores favoritas e 5ª três hobbies)

4ª- Indicar 10 blogues que considera Roxie.

5ª- Avise a pessoa que você indicou, deixando um comentário para ela.


Música: Todo o género, depende da disposição e do momento.

Televisão: séries, telejornal, prós e contras, grande entrevista, mas sou capaz de passar vários dias sem ver televisão.

Cinema: Gosto de ver os filmes em casa, em família, vou pouco ao cinema.

Países: Japão, Moçambique, Cabo Verde, Brasil…

Cores: azul, rosa, branco, preto…

Hobbies: leitura, artesanato, fotografia, compras…

Passo para as 10 primeiras visitantes que o queiram levar e tenham um Blog Roxie, basta deixar um comentário.


100% Intraduzível


Este selinho veio daqui. Obrigada, amiga!
Contar seis coisas aleatórias sobre mim:

1 - Adoro chocolate negro

2 - Sou casada e tenho dois filhotes.
3 - Gosto de música
4 - Não gosto de formigas, aranhas…
5 - Gosto muito de bacalhau
6 - Minha cor favorita é o azul.


Aqui fica para quem quiser levar, basta deixar comentário neste post.

7 comentários:

Sonia Facion disse...

Oi Mena!!!

Super bonitinho esse video do Jakarta!!!

Bom fim de semana, querida!!!

Bjks

Sonia

Sonia Facion disse...

Ui, esqueci....

Tô levando o selinho, obrigada!!!

Sonia

artes_romao disse...

boa tarde,td bem?
bem, adorei este colar...
esta um must, como sempre...
parabens.
fika bem,jinhos****

Susi R disse...

Está lindo o teu colar. parabéns.
Tens um miminho no meu blog.
Susana

Chocolate disse...

olaaa!
vim desejar boa semana! adorei os trabalhos, beijinhos!

caloca disse...

Olá Mena. Bigada pelos seinhos.
Adorei o teu novo colar, esta mesmo primaverial.
Jinhos e boa semana
Armanda

Yola Marujo disse...

Olá amiga

como prometido aqui estou eu. claro está vou levar o selino.

jokas e boa semana