sábado, 20 de setembro de 2008

Brincar com as palavras

BLOGAGEM COLETIVA JUSTIÇA PARA FLAVIA!


Junta-te a este movimento de solidariedade pela Flávia e por todos

nós que exigimos a justiça a que temos direito.

VAMOS ALARGAR ESTA CADEIA HUMANA






"Transmitir conhecimento é uma honra e um dever"

Philippe Perrenoud

"Aprimorar-se mais e mais a cada dia. Como professor, quanto mais você abrir sua mente, mais vai aprender e ensinar aos outros a importância de aprender"

Howard Gardner



Escrever ou fazer um poema é brincar com as palavras. Foi assim que começou a aula.

Este texto foi escrito por toda a turma (7.º ano), cada aluno foi ao quadro escrever o seu verso. Depois, tivemos de limar algumas arestas. Alguns versos mudaram de lugar, outros foram embelezados. No fim, todos ficaram orgulhosos com o produto final, um poema que surgiu duma brincadeira. Os brinquedos foram as palavras... "É como se fossem legos, professora, as palavras!" Nunca tinham tido tantos brinquedos, tantas "peças de lego" para fazerem construções... "Em vez de construirmos castelos, construimos sonhos, imagens...", "Fazer um poema é construir um castelo ou um palácio com palavras, não é, professora? ", "É só preciso tirar os brinquedos certos, as pecinhas ideais do grande caixote que é o dicionário da nossa língua".




Vamos fazer um poema,

Disse-nos a professora

Vamos lá então…

Brincar com as palavras

Atirá-las à toa para o papel

Deixá-las ganhar forma

Deixá-las porem-se em ordem

Deixá-las arrumarem -se à vontade

Depois é só lê-las

Sentir a sua magia

Procurar os seus segredos

Sentir-lhes o seu peso

O seu perfume

Vamos provar, saborear

O que dizem e fazem sentir

Vamos lá, de mansinho

Com cautela e algum jeito

Pois as palavras, quando juntas

São tão belas, mágicas…

São princesas encantadas

À espera do seu príncipe

Para as desencantar

Não as inventámos

Não as criámos

Atirámo-las somente para o papel

Criámos mundos e imagens

Dissemo-las, tornámo-las nossas

Exprimimos emoções e concluímos

Afinal, não é difícil fazer poemas.


Poema colectivo





A Mena na Cozinha


Bacalhau assado no forno

4 postas de bacalhau demolhado
1 l de leite
800 g de batatas
2 dl de azeite
1 folha de louro
2 dentes de alho
2 cebolas
1,5 dl de vinho branco
1 ramo de salsa
sal
pimenta

Coza o bacalhau no leite, escorra-o e reserve.
Descasque as batatas e corte-as às rodelas.

Coza-as durante pouco tempo, para que fiquem mal cozidas.

Leve o azeite ao lume, com o louro, os alhos picados, as cebolas às rodelas. Quando as cebolas estiverem transparentes, junte o vinho branco, a pimenta e o sal. Deixe ferver em lume brando.

Ponha algumas rodelas de batata no fundo do tabuleiro, depois disponha o bacalhau por cima e coloque o resto das batatas à volta.

Regue com o refogado, tapando tudo com a cebolada.

Leve ao forno.

Retire e decore com salsa picada. Sirva quente com uma boa salada mista.





Trabalhinhos: colar


Porta-chaves


6 comentários:

Chocolate disse...

olá Mena!
os porta chaves ficaram muito giros :) beijinhos e bom domingo!

Cor de Mel disse...

Olá Mena,
Adorei este "post" em especial, que achei riquíssimo em todos os aspectos.
Os trabalhos estão deslumbrantes.
Obrigada por estar na blogosfera e fazer parte do meu dia a dia, com estas publicações fascinantes.
Beijinhos e resto de um bom Domingo,
Lia.

Feltro em casa disse...

Oi Mena
Legal estes porta-chaves em fimo.
Sobre o bacalhau: não quero comentar... me recuso, só posso dizer: Buááááá...snif!...
Bj
Malú

caloca disse...

Olá Mena. Pois é, começa a escola e com ela as novidades. A minha filha trouxe como TPC fazer um acróstico, um poema utilizando as iniciais do nome dela. Puxou imenso pela sua criatividade, apelou à sua veio poética e lá conseguiu e, modéstia à parte, acho que ficou bonito.
Jinhos e boa semana
Armanda

Marilú disse...

Oi Mena!!!
Vim agradecer o mimo e dizer que seu blog ta lindo...Uma linda noite...Bjsssss

Marilú disse...

Lindo e muito gostoso...kkkkkkkk...adoro as receitas que vc prepara...Bjssssss