sábado, 6 de setembro de 2008

Imagens escondidas nas palavras

Hoje, decidi arrumar alguma papelada que estava ainda dentro da pasta. As aulas começam entretanto e a mala continuava em cima da cadeira desde finais de Junho. Ela bem olhava para mim, desesperada, atafulhada, gorda, mas eu fingia não ver, desviava o olhar e seguia em frente...
Foi hoje! Não resisti àquele apelo mudo, despejei a pasta e desatei a escolher, a separar, a rasgar... Numa segunda volta, como o monte era grande ainda, fiz nova escolha, desta vez com mais atenção para não deitar fora algo importante e... dei com isto:

"Olhei para dentro de mim, como a professora pediu, e fiquei espantada com tudo o que vi. É como olhar para um caleidoscópio, espreitamos pelo tubo e vemos coisas, que cá fora nunca vemos!"

"Agora tenho mais confiança no que faço em Língua Portuguesa, eu pensava que era mais ignorante, já não acho que faço tudo mal. Parece que ganhei brilho com as palavras. Não sei se sou só eu que noto isto, os meus colegas se calhar não se apercebem, mas o importante é que a professora também nota."

"Eu prometo coisas às palavras, dou-lhes vida e elas prometem-me mim."

"O que eu gostei mais na poesia é que parecia que estávamos sempre em festa, porque gostávamos do que estávamos a fazer, mesmo eu que sou preguiçoso e mau aluno, às vezes."

"Eu agora dou-me bem com as palavras, dantes fugia delas, porque não as compreendia. Obrigada, professora!"

"Eu, ao princípio não gostei nada das aulas de poesia, pareciam-me enigmas, mas daqueles muito difíceis. Não percebia nada, mas a professora disse-me que só tinha de aprender a lidar com ela, porque ela era um bichinho manhoso, um animal de estimação bem manhoso e perguntou-me se eu tinha algum. Na altura, eu ri-me, achei até que a professora não estava boa da cabeça, mas comecei a pensar melhor e lembrei-me do meu cão, que é muito fino! É como a poesia: parece que fala de coisas reais, mas disfarça-as, usa máscaras. O meu caozito faz de conta que vai buscar a bola ou o pau, mas, às vezes, fica no meio do quintal, a olhar para mim, parece até que está a sonhar."

"A poesia mudou alguma coisa na minha vida: eu escrevia textos feios e ninguém ligava, nem gostava. Os meus colegas, às vezes, até me gozavam. A professora fez-me gostar da poesia, apostou em mim, fizemos jogos de palavras e tantas coisas todos juntos, na aula, e agora já ninguém diz que sou mau, nem devem achar isso, porque me pedem a opinião acerca do que escrevem, fazemos poemas em conjunto e quase sempre são os meus versos que ganham e vão para o papel".

"Procuro imagens escondidas nas palavras."

"Ontem, disse lá em casa que gostava muito de escrever e a minha mãe respondeu-me que precisava bastante de escrever, por causa dos erros. Eu disse-lhe que não era esse tipo de escrita, ela olhou para mim com aquele olhar de quem não está a perceber nada."

"A poesia é como um casaco que eu tenho de dupla face. Dum lado é azul turquesa, a minha cor preferida. Quando estou alegre, sinto-me levezinha, gosto de escrever poesia. Mas quando estou triste também escrevo, mas já não é assim tão bom. É o lado castanho do meu casaco. Mas ele agasalha dos dois lados."

" Eu senti ajuda com a poesia, não só a Língua Portuguesa, mas também nas outras disciplinas: aprendi a escutar (o ritmo, a musicalidade, a respirar um poema); aprendi a compreender melhor, a estar com mais atenção, porque a professora pedia-me que estivesse atenta ao princípio, mas depois já estava atenta de livre vontade, porque comecei a gostar da matéria e a perceber o que os poetas nos querem transmitir, era preciso compreender o barulho das palavras, o seu som, perceber porque é que está lá aquela palavra e não outra; aprendi a escrever melhor, porque gostava, todos os temas eram novidade. Uma vez fiz pouco da professora, porque ela disse que um certo poema era delicioso, eu no gozo perguntei-lhe a que é que sabia, outra vez pediu que déssemos vida a uma carcaça, a um lápios ou a um objecto qualquer. Mas depois percebi que não era assim tão disparatado aquilo que ela dizia. Acho que a poesia fez com que eu gostasse mais de Língua Portuguesa, porque eu já era boa aluna, mas agora sei o que se pode esconder atrás das palavras, é um mundo novo que descobrimos em cada poema. Também já brinco com as palavras, jogo com elas, já me sinto mais à vontade com elas, aprendi (como diz a professora) a apalpar a nossa língua e , se quisermos, ela pode ser nossa e dos nossos sonhos acordados. Concluindo, sinto-me bem , porque me dou bem com as palavras, fiz delas grandes amigas."

Estes textos são reflexões que eu solicitara aos alunos, no fim do ano, depois de leccionar a poesia. Pedi-lhes que o texto fosse anónimo e com letra de imprensa para criar um certo distanciamento, necessário neste tipo de exercício.
Ao arrumar a papelada, recordei o que eles escreveram e escolhi estes depoimentos que aqui vos mostrei.






Miminhos - Prémios


Estes miminhos-prémios foram oferecidos por esta menina.
O desafio consiste em:
1-Indicar a pessoa que nos deu o prémio;
2- Colocar as Regras;
3- Partilhar 6 coisas que sãoimportantes para nós e 6 coisas que nós não gostamos;
4- Passar para 6 pessoas e avisá-las, deixando um comentário nos seus blogues...

Gosto da minha família, dos meus amigos, da minha profissão, dos meus alunos, dos meus cães, da minha casa.
Não gosto de guerra, de inveja, de pessoas fingidas e maldosas, de políticos incompetentes e corruptos...
Agora, aqui ficam para todas as meninas que visitam o meu espaço, deixando sempre um simpático comentário...




A Mena na cozinha

Bacalhau gratinado

4 postas de bacalhau demolhado
1,5 dl de azeite
2 cebolas
1,2 kg de batatas
1 dl de leite
2 gemas
noz-moscada
sal
pimenta
2 dentes de alho

Tire a pele e as espinhas ao bacalhau e lasque-o.

Numa frigideira, aqueça metade do azeite e junte os alhos picados.

Adicione o bacalhau e deixe cozer.

Noutra frigideira, coloque o azeite que sobrou e as cebolas cortadas às rodelas, deixe refogar.

Junte a cebola ao bacalhau e deixe apurar um pouco. Tempere com sal e pimenta.

Coza as batatas, reduza-as a puré e junte o leite e as gemas. Tempere com sal, pimenta e noz-moscada.

Coloque no fundo de um pirex a mistura do bacalhau com a cebolada e cubra-a com o puré de batata. Se gostar salpique com queijo ralado. Leve a forno médio, para alourar.

Sirva quente com uma boa salada mista.





Trabalhinhos
: adereços para o cabelo






10 comentários:

artes_romao disse...

Boa noite,td bem?
k bom,ja levaste os miminhos...
tas com uma receita fabulosa, adoro o bacalhau desta maneira...ker dizer, p mim o bacalhau é bom de todas e qq maneira...
os teus ganchinhos tb estao um mimo.
fika bem,jinhos***

Feltro em casa disse...

Mena
Porque, porque tu gosta tanto de me torturar com essas tuas receitas de bacalhau!!!!Porque, porque!!!Agora vou sonhar também com este teu prato. Chego a sentir o cheirinho do azeite fritando a cebola e depois o alho e o bacalhau...ai meu Deus!!!
E o Mr.Magoo hein? Era um dos meus desenhos favoritos quando criança...ele é muuito engraçado. Eu tinha um vizinho que era a cara dele...Só não era miope como ele!!!(adivinha o apelido dele?acertou!)
Beijos
Malú

fbartesanato@live.com.pt disse...

Tudo é espetacular neste blog, os trabalhos são lindos é sempre um prazer passar por estes lados...
se me quiser fazer uma visita em:
fbartesanato.blogspot.com
e já agora leve-me uma dose desse bacalhau que deve estar optimo...
eu coloquei um link do seu blog no meu...
beijinho

**FB**

Cor de Mel disse...

Olá Mena,
Acho que os depoimentos que nos deixou, são a prova mais que evidente do quanto a Mena deve ser uma excelente Professora e são, nada mais, nada menos que o reconhecimento do seu empenho. Lindíssimos. Adorei lê-los!!
Mena na cozinha: Amei a sugestão, pois sou louca por bacalhau, seja ele confeccionado de que forma for e o seu parece-me bem apetitoso.
Os ganchinhos, um "must"!!
Beijinhos para si, obrigada pelos miminhos e continuação de bom fim de semana,
Lia.

Chocolate disse...

ola querida!
ja respondi ao teu desafio :)
beijinhos e bom domingo!

Isália disse...

Muito giros...gostei do modelo utilizado

mfc disse...

Aqueles agradecimentos dos teus meninos e meninas são bestiais.
Sorri que os mereces.

Bijuterias D'encantar disse...

Mais uma vez... só coisas fantásticas!!

Bjinhos e boa semana

mundo azul disse...

Gostei muito de ler os depoimentos de seus alunos! O do casaco de duas cores...Quanta sabedoria!

Acho que a receita deve ficar muito boa! Apesar de ser vegetariana, faço pratos de carne e peixe para a família...

Beijos de luz e o meu especial carinho!!!


ps. não, nunca editei nenhum livro, mas, penso fazê-lo futuramente...

Carolina disse...

Oi Querida! Td bem?
Parece delicioso esse bacalhau, já adicionei ao meu livrinho de receitas...
Desculpe o atraso na visita!

Uma rápida passadinha para desejar um Bom Início de Semana
Bjs "Delicate Girl"