quarta-feira, 1 de abril de 2009

Conhecer Rui Barbosa






A poesia de Rui Barbosa (poeta brasileiro), apresentada a seguir,

poderia ter sido escrita hoje, sem mudar uma palavra.



SINTO VERGONHA DE MIM

Sinto vergonha de mim
por ter sido educador de parte deste povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-Mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o 'eu' feliz a qualquer custo,
buscando a tal 'felicidade'
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos 'floreios' para justificar
actos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre 'contestar',
voltar atrás
e mudar o futuro.

Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer...

Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir o meu Hino

e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor
ou enrolar o meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo deste mundo!

'De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes
nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
A rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto'.

Rui Barbosa


Rui Barbosa é uma das personagens mais conhecidos da história do Brasil. Nascido na Bahia, em 5 de Novembro de 1849, fixou-se no Rio de Janeiro em 1879, ao ser eleito para a Assembleia Legislativa da Corte Imperial.

Ganhou prestígio como orador, jurista e jornalista defensor das liberdades civis e foi por duas vezes, candidato à Presidência da República.

Estudioso da língua portuguesa, presidiu a Academia Brasileira de Letras após a morte de Machado de Assis. Em 1907, representou o Brasil na Segunda Conferência Internacional da Paz em Haia e, já no final de sua vida, foi eleito Juiz daquela Corte Internacional.

A casa em que viveu de 1895 a 1923, ano de sua morte, foi adquirida em 1924, com todo o seu acervo pelo governo brasileiro. Desde 1930, é o Museu Casa de Rui Barbosa, que conserva os móveis e objectos da família, a biblioteca de Rui e sua extensa produção intelectual, reunida em arquivos.




A Mena na cozinha

Bifes de atum com pêras

4 bifes de atum
4 dentes de alho
sumo de dois limões
brócolos
4 pêras rocha
2 colheres de sopa de azeite
sal
pimenta
azeite
açúcar

Tempere os bifes de atum, de um dia para o outro ou umas boas horas antes de os cozinhar, com os alhos laminados, sal e sumo de um limão.
Coza os brócolos com água temperada com sal.
Corte as pêras em gomos e leve-as ao lume com as duas colheres de azeite. Deixe-as alourar. Quando estiverem douradas, polvilhe com uma colher de açúcar e deixe caramelizar.

Regue as pêras com sumo de meio limão e retire do lume.
Frite os bifes de atum em azeite. Regue-os com o restante sumo de limão e deixe apurar um pouco (em vez do sumo de limão pode juntar a marinada). Retire do lume.

Sirva os bifes com os brócolos cozidos e as pêras caramelizadas.
Bom apetite!



Trabalhinhos:

Sabonete e vela



Sabonetes
Pregadeira



Selinhos


O Super Chef veio daqui! Obrigada, Sabrith.


Este foi-me oferecido pela Sónia. Obrigada, amiga!



9 comentários:

Brunette disse...

Olá Mena!
O vestido do post anterior está fantástico! Não admira que tenha sido o vencedor e o mais original.
Também gostei muito da poesia, aplica-se mesmo aos dias de hoje!
As receitas continuam simplesmente... deliciosas!
Bjos e aproveita a pausa da Páscoa.

Mary disse...

Que maravilha os teus bifinhos de atum com pêras! É que apetece mesmo espetar o garfo! hahaha! Adorei!
Mena, ainda bem que participas no Dia da Cor, quando postares a receita vermelha (dia 15), passa no meu blog a informar, porque ainda não consigo adicionar o teu link à minha página (sabes porquê?)!
Beijókas*****

Maria Cusca disse...

Olá Mena, estou plenamente de acordo contigo, em relação à poesia de Rui Barbosa.
Podia ser escrita hoje, que estava actualizada, em relação ao nosso "Pequeno País" assentava que nem uma luva, mas infelizmente, também a outros.
Infelizmente, quase podemos dizer, que estamos num mundo em declínio.
Infelizmente, quando nos interrogamos
que mundo deixamos aos nossos filhos e netos, é melhor não pensar na resposta.Porque ela nos entristece e magoa.
mudando um pouquinho o tema, porque este não é nada alegre.
Fico na dúvida, que selo levo?
Vou levar o de Jesus, acho que estou a precisar.
Se não for este diz que eu troco.
Obrigada pela visita e pelo comentário.
És uma querida.
Jinhos grandes

Maria Cusca disse...

Pois esqueci-me, de falar nos teus bifes com peras caramelizadas.
Bom linda têm um aspecto fabuloso. Acho que já jantava outra vez, apesar de não ter fome.
Mas deve ser óptimo e tu uma excelente cozinheira.
Jinhos

artes_romao disse...

boa noitte,td bem?
adorei as novidades...
as tuas peças estao um mimo,como sempre...
parabens pelos mimos.
fika bem,jinhos**

Chocolate disse...

olá querida!
obrigada pela visitinha :)
adorei os trabalhos. beijinhos e bom fim de semana!

caloca disse...

Olá Mena. Vim retribuir e agradecer a visitinha e o comentario e claro está, ver as novidades. Pois esta tudo lindo, os sabonetes estao muito bonitos e o vestido da tua princesa está divinal, nao admira nada ter ganho.
Jinhos e um optimo fim de semana
Armanda

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Mena,

Que satisfação ler seu encantamento com o nosso amor. Será uma honra nossos selos no seu blog, querida. Ainda bem que seu marido sai do hospital amanhã e vai direto para os braços da mulher tão dedicada.

Essas comidas, pelo amor de Deus, deu água na boca.

=]

Maravilhosa sexta e não quero mais perder contato.

Rebeca

-

Arco Iris disse...

Olá Mena

Pois é, tanto nevoeiro, Inverno cerrado, vamos contando os CARNEIROS, para entreter, para continuar a pensar que vai passar...
Mena aos menos as tuas receitas não enganam ninguem, tenho a certeza de são optimas
Um bom fim de semana e obrigada por partilhares, a ideia das pulseiras forradas a fimo é bestial!
Bjs