domingo, 24 de janeiro de 2010

3, 2, 1... Acção!

Depois de trabalharem o cenário, passou-se à caracterização dos actores principais: um príncipe árabe, um rapper, uma jovem e bem sucedida mulher de negócios e uma criança.

"Toys for de boys"
Vou resumir o guião criado pelo meu filhote para a gravação do seu primeiro anúncio publicitário.

No interior de um clube, encontram-se sentadas a uma mesa quatro pessoas: um rapper famoso de boné de pala virada para o lado, vários fios de ouro, roupa desportiva... Sentado, de braços cruzados e com as pernas abertas, bate com o pé no chão, acompanhando a batida da música. Sorri ligeiramente, olhando para o vazio.

Ao seu lado, um príncipe árabe riquíssimo, um senhor do petróleo, veste um turbante branco e vermelho aos quadrados, túnica branca até aos pés. Muito direito, olha para o seu copo e sorri. Mantém as mãos em cima da mesa, rodando de vez em quando o copo.

A terceira personagem é uma mulher de negócios e jogadora de poker de sucesso, veste de vermelho, usa o cabelo solto e alguma maquilhagem. Na mão tem um leque que coloca estrategicamente à frente da boca, tapando o seu largo sorriso, no entanto, os olhos denunciam-no.

A última personagem é um rapaz de 12 anos, filho de um dos empregados de mesa. Este conhece bem as outras personagens, pois costuma servi-las. O rapaz joga PSP entretido com o seu novo jogo: Gran Turismo.

As personagens jogam e, a páginas tantas, na euforia do jogo, o rapper aposta o seu carro e coloca sobre a mesa a chave de um Mercedes SLR McLaren.

O árabe vê o gesto do seu companheiro de jogo e funga. Com ar de desprezo, tira do seu bolso a chave do seu Bugatti Veyron e, esboçando um sorriso superior, aposta também o seu automóvel.

A jovem jogadora, com o leque, tapa o seu sorriso rasgado e faz sair da sua bolsa a chave do seu Enzo Ferrari, rindo, agora, à gargalhada.

A sua gargalhada chama a atenção do garoto. Ao ver as chaves, o rapaz apercebe-se logo da situação, posa a PSP e espalha sobre a mesa um número considerável de chaves. As outras personagens levantam-se espantadas e colocam-se atrás do rapaz que joga na PSP o Gran Turismo.

O garoto ganha, pois o Gran Turismo possibilita a condução de mais de 800 carros, como podem verificar no anúncio...





Análise de "A Luavezinha"

O português no mundo


“A minha pátria é a língua portuguesa”


Fernando Pessoa


A língua portuguesa é falada em Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Macau, Regiões de Goa, Damão e Diu, sendo a 6.ª língua mais falada no mundo.

Portugal – A língua materna é o português. O mirandês é a segunda língua nacional desde 1998 e é falada por 15 000 pessoas na região sudeste de Bragança.

Brasil – O português é a língua oficial, denunciando fortes influências indígenas (o tupi) e africanas (o iorubá falado pelos negros vindos da Nigéria e o kimbundu angolano).

Angola – O português, língua oficial, convive com muitas línguas africanas, como o kimbundu.

Moçambique – O português é a língua oficial, mas muitos moçambicanos falam makonde e outras línguas indígenas.

Guiné-Bissau – O português, língua oficial convive com o crioulo e outras línguas africanas.

Cabo Verde – O português é a língua oficial e de escolarização, mas fala-se também o crioulo.

São Tomé e Príncipe – A língua portuguesa é a língua oficial, devido à colonização, mas a grande maioria da população das ilhas fala o crioulo.

Timor Leste – As línguas oficiais são o português e o tétum que convivem com muitas línguas étnicas (cerca de trinta), entre as quais o Bahasa Indonésio.

Macau – A língua oficial é o mandarim, mas existem muitos falantes de português.

Regiões de Goa, Damão e Diu – Apesar de as línguas oficiais da Índia serem o hindi e o inglês, ainda existem muitos falantes do português ou de crioulos que mantêm aspectos do léxico português.

O termo crioulo designa uma língua falada por uma comunidade multilingue que perdeu parte dos laços culturais e linguísticos dos seus antepassados devido à colonização europeia e ao tráfico de escravos. O crioulo é um estádio linguístico posterior à formação de uma língua pidgin em que, devido ao seu uso prolongado, se começam a estabilizar certas soluções linguísticas, recolhidas quer na língua de superstrato (a língua europeia do colonizador) quer na(s) língua(s) de substrato (as línguas naturais das comunidades colonizadas).



O português de Moçambique


O português utilizado por Mia Couto apresenta especificidades muito próprias que o distinguem do português europeu padrão:

A utilização do determinante possessivo sem artigo - “Minha filha tem um adormecer custoso.”; “O pássaro lançou seu grito”

A colocação do pronome pessoal oblíquo antes do verbo - “Desse encargo me saio sempre mal.”; "Lhe inventei a estória que agora vos conto."

A utilização do gerúndio na conjugação perifrástica - “A ave contemplou aquela extensão de luz e ficou esperando a noite para adormecer”; “Já vou pontuando fim na história quando ela me pede mais.”

Português de Moçambique:

1. "Desse encargo me saio sempre mal."


2. "Seus colegas de galho se riram."


3. "Era a própria carne da lua falando"


Português de Portugal:

Desse encargo saio-me sempre mal.


Os seus colegas de galho riram-se.


Era a própria carne da lua a falar.


Como podemos verificar, o português de Portugal faz anteceder o determinante possessivo de determinante artigo (os seus colegas, o seu desejo), prefere o infinitivo ao gerúndio (a falar, a comer), utilizando a conjugação perifrástica com verbo auxiliar, seguido de preposição “a” e de infinitivo (ficou a falar em vez de ficou falando) e coloca os pronomes pessoais oblíquos preferencialmente depois do verbo e ligados a este por hífen (saio-me, riram-se).



PRONOMES PESSOAIS


Os pronomes pessoais substituem os nomes e indicam as pessoas do discurso. Os pronomes pessoais podem ser rectos e oblíquos, de acordo com a função que exercem na oração. Os pronomes rectos funcionam como sujeito da oração; os pronomes oblíquos funcionam como complemento e dividem-se em átonos e tónicos. Os pronomes tónicos são precedidos de preposição, enquanto os átonos não.


PRONOMES PESSOAIS RECTOS E OBLÍQUOS

PESSOAS DO DISCURSO

RECTOS (sujeito)

OBLÍQUOS (complemento)

Átonos

Tónicos

1.ª pessoa singular

Eu

Me

Mim, comigo

2.ª pessoa do singular

Tu

Te

Ti, contigo

3.ª pessoa do singular

Ele/ela

O, a, lhe

Ele, ela

1.ª pessoa do plural

Nós

Nos

Nós, connosco

2.ª pessoa do plural

Vós

Vos

Vós, convosco

3.ª pessoa do plural

Eles/elas

Os, as, lhes

Eles, elas


O pronome pessoal tem formas tónicas e formas átonas. São formas átonas as formas do pronome pessoal que ocorrem sistematicamente adjacentes ao verbo (à esquerda do verbo ou à direita, neste caso, separadas por hífen, ou ainda no interior das formas de futuro; as outras são formas tónicas.


Exemplos:

Eles acordaram cedo para viajar. (Pronome pessoal recto)


Os professores orientaram-nos no trabalho. (Oblíquo átono)

Ele vem comigo ao cinema. (Oblíquo tónico)


FORMAS PRONOMINAIS

Os pronomes o, a, os, as quando associados a verbos terminados em r, s ou z, assumem as seguintes formas: LO, LAS, LOS, LAS.

Anotar + o = anotá-lo

Anotamos + as = anotamo-las

Fez + as = fê-las


Quando associados a verbos terminados em som nasal, adquirem as seguintes formas: NO, NA, NOS, NAS.


Exemplos:

Enviaram + o = enviaram-no

Levaram + a = levaram-na

Dão + os = dão-nos



A Mena na cozinha

Bacalhau à Conde

400 g de bacalhau
600 g de batatas
1 cebola
3 dentes de alho
1dl de azeite
2dl de natas
pimenta
sal
queijo ralado

Retire a pele e espinhas ao bacalhau e faça-o em lascas.
Coza as batatas em água temperada com sal, escorra e reduza a puré. Corte às rodelas finas as cebolas e os dentes de alho e leve ao lume num tachinho com o azeite. Deixe cozer sem ganhar cor. Junte o bacalhau e deixe cozer um pouco.

Junte o puré de batata e envolva tudo com uma colher de pau.

Adicione as natas e tempere com sal e pimenta.

Deite o preparado num tabuleiro untado com azeite e polvilhe com o queijo ralado.

Leve a gratinar em forno bem quente (225º C) até alourar a superfície.

Sirva com uma boa salada mista.
Bom apetite!


Trabalhinho:

Bolas, bolas e mais bolas...

5 comentários:

artes_romao disse...

boa tarde,td bem?
o anúncio continua em grande...
gostei das restantes novidades, parabéns.
fica bem,jinhos***

Mona Lisa disse...

Olá Milai

Gostei do anúncio publicitário do teu filho. Achei a ideia muito bem conseguida.

Dá-lhe os meus parabéns.

Bjs.

Lisa

APO (Bem-Trapilho) disse...

mto bem!!! bravo pró filhote! :)
adorei!

bjos amiga!

Yola Marujo disse...

O anuncio tá muito giro!! e com bom humour...
a receita, hum deliciosa... bacalhau é sempre bom!!!
jokas

Faniquito disse...

Oii, Mena !!!

Vim ver como anda a produção do teu filho, muito legal eu estou adorando.:)

E a receita...hummmm!!!

Beijinhos

Ana