domingo, 22 de maio de 2011

Seguros pouco seguros


O meu filho está há uma semana sem carro. Carro de substituição? Que só depois da peritagem. O perito foi ver o carro na sexta-feira de manhã e avaliou os estragos. Carro de substituição? Agora, que só durante o tempo em que o carro estiver a ser reparado. Falámos com o nosso seguro: "Ah, depois pede-se uma indemnização à companhia de seguros do outro sujeito". E, assim, o meu filho vai ficar mais uma semana sem carro. E, não sabemos ainda quando é que a viatura vai ser reparada nem se vai ser.
Uma pessoa não prevarica, paga sempre o seguro a tempo e horas e, de repente, leva com um carro em cima, sem ter qualquer culpa e tem de esperar, esperar, esperar... O outro é que fez porcaria, mas o prejudicado é o meu filho que leva, em vez de uma hora para chegar ao lugar onde está a estagiar, mais de duas: expresso + metro + comboio + autocarro ou taxi. E tem de levar o mínimo de coisas, porque é completamente impossível levar tudo, andando de transporte em transporte.
Vamos ver quando é que isto se resolve!

2 comentários:

mfc disse...

Mena... seguradoras e bancos... são do pior que existe!!

Mena disse...

Pois é, infelizmente, temos de viver com eles!