quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Carta Aberta a Frau Merkel


Angela :

Diz-se que a memória dos seres humanos é curta. Sem dúvida: mas a memória dos políticos não é que seja curta, esfuma-se num milionésimo de segundo, esquecida entre os interesses de hoje e as recordações dolorosas do passado que queremos esquecer.
Não sei se te lembras mas em 2006 a tua Alemanha, orgulhosa e rica, incumpriu o défice de 3% fixado como regra do Pacto de convergência. Não me lembro de te ouvir a exigir a punição do teu país ou o rebaixamento da sua soberania. Ainda não tinhas chegado ao poder mas julgo que já terias essa inflexibilidade que tornou famosa a Mrs Margaret Tatcher, essa tua famosa antecessora.
Antes julgo que ficaste muito feliz pela tua Alemanha do Leste, de onde és natural, ter sido ajudada pela República Federal da Alemanha depois da Reunificação. Imagina que, nessa altura, em vez do senhor Helmut Kohl estivesses tu, com esta atitude intransigente e decidisses não ajudar os parentes pobres do Leste? Terias chegado ao poder? Ou terias empobrecido como os teus compatriotas.
Pois é Angela: a Moral é uma coisa tramada. Quando a aplicamos aos outros é um acto perfeito, sem falhas, o problema é quando avaliamos os nossos próprios actos, aí é que caem as máscaras e se vê a nossa ética ou a falta dela.
Ouvi-te a falar em perda de soberania como se os povos fossem escravos da tua vontade. Não são, apesar dos bananas que nos governam e que parecem crianças à espera do doce do paizinho rico.
A Grécia é o berço da civilização. Lê o teu Goethe, Scheling, Tomas Man, Bertold Brech ou Gunther Grass e saberás quem foram Aristóteles, Platão, Sócrates, onde nasceu a Democracia, o Teatro, a Estética como valor cultural?
E este Portugal pequenino, que anda de cócoras e se resigna a ser uma alma penada, também é a Pátria de Pessoa, de Camões, Saramago e Lobo Antunes, da Deusa Sofia de Mello Breyner- já leste Sofia, Angela? P-Á-T-R-I-A !!! Ouviste? Pátria!!! Valores!!! Nação!!
Uma Entidade muito maior que qualquer mesquinho cálculo que faças ou qualquer frase sobranceira que digas!!!
E para finalizar esta carta, digo-te que estou a ver na TV.Cabo o excelente filme " A Queda". Fala dos últimos dias de Hitler e do Nazismo.
Recordas-te, Angela, da Europa que deu a mão à tua Alemanha e não a deixou morrer de fome e de vergonha? Foi a Europa, fomos nós, povos ricos e pobres, que esquecemos as feridas e perdoámos à tua Nação.
Por isso, sê mais humilde. Nenhum défice, nenhuma dívida é comparável aos erros históricos da tua Alemanha.
Tu é que estás em dívida connosco e o teu país também.

Cumprimentos,
Rui Marques, habitante orgulhoso dos países com dívidas excessivas (também chamados despectivamente Pigs)

4 comentários:

mfc disse...

Só é pena que ela não leia isto!

Atelier da Casaleira disse...

olá mena tudo bem?
já tinha saudades de te visitar,
inscrição validada,obrigada, bjs e bom fim de semana

Mena disse...

É pena, é, mfc!

Mena disse...

Oi Raquel!
Obrigada pela visitinha!